Tendência: você sabe o que é “strobing”?

Há algumas semanas, o termo “strobing” começou a pipocar nos sites, blogs e revistas de beleza. E adivinhe: não é nada novo. Apenas deram um novo nome à boa e velha técnica de iluminação de alguns pontos onde a luz naturalmente toca o rosto.

Blog Valeu a Compra - strobing

É o fim da técnica de contorno e realce? Pode ser, o que eu acho bom porque particularmente não curto esse lance de contorno a la Kim Kardashian. Até acho que em algumas ocasiões esta técnica pode ser bacana. Uma festa de casamento, uma formatura, iluminação suave e difusa… Mas muita gente adotou isso como maquiagem do dia-a-dia, e às vezes literalmente à luz do dia. Desnecessário.

Seria a técnica de contorno e realce sem o contorno? Algo tipo “um x-salada sem salada”? Talvez, numa definição muito simplificada. Mas, apesar do conceito ser simples, a prática pode não ser tão simples assim. O strobing resulta em uma maquiagem de aspecto bem mais natural e, por isso, presta uma atenção redobrada à preparação da pele. Seria algo como: “olha como minha pele é jovem e hidratada e tão bem cuidada que já é ‘naturalmente’ radiante”.

Na Coreia do Sul, no entanto, favorecer o aspecto radiante da pele não é uma novidade. É algo antigo e tão importante às coreanas que lá, há tempos, já existem hidratantes e primers e BB creams, bases cushion, pó e todo tipo de produto que você imaginar que garanta um pouco de glow ao rosto. Tem até um creminho para ser misturado à base ou BB cream e adicionar essa característica, o Nymph Aura Volumer da Etude House.

Já o ocidente é bem esquisito – e confuso. Porque houve um tempo em que até mesmo o aspecto radiante natural de uma pele jovem bem cuidada foi condenado. Chegou ao absurdo disso virar sinônimo de pele oleosa e foi então que o mercado lançou uma enxurrada de produtos sem óleo ou para combater a oleosidade (ou as duas coisas) e maquiagens de efeito mate. Acabou-se todo o brilho.

Depois, sentindo falta desse brilho, passaram a lançar uma enxurrada de iluminadores. Ou seja: primeiro você tira todo o aspecto radiante natural da sua pele, cobre tudo isso com maquiagens opacas de efeito mate, e finalmente você cria o brilho artificial.

Então perceberam que todo este universo de produtos antioleosidade estava ressecando as peles. E reintroduziram os óleos. Já perceberam que hoje há óleo para tudo? Não é só mais para o cabelo. São gotinhas de óleo para o rosto, óleo de toque seco que mesmo a pele oleosa pode usar, óleo de múltiplo uso, óleo rejuvenescedor com vitamina C, hidratante labial em óleo… Vai entender. Mas vamos voltar ao assunto principal deste post.

Como conseguir o strobing?

Antes de começar, revise os produtos que você já utiliza e afaste todos aqueles que possuem alguma forma de acabamento mate ou aveludado. Começar com um produto assim é começar errado.

E quanto falo em glow, aspecto radiante da pele, iluminador, etc. não estou falando daqueles cremes cujo brilho tem um aspecto de partícula, como glitter. Guarde estes para o carnaval.

1. Hidrate

A técnica requer uma pele bem cuidada e o principal segredo de uma pele bem cuidada é a hidratação. Assim, escolha um hidratante de acordo com o seu tipo de pele e use-o religiosamente. Se ele já tiver a característica de oferecer ou realçar o aspecto radiante, melhor. Recomendo: Phyto White Glow Essence da coreana Beyond.

Em seguida, aplique algum produto que ajude a uniformizar a tonalidade da pele mas que seja leve. Uma base talvez não seja a melhor escolha. Um BB cream é uma boa opção. Se for coreano ou japonês, melhor, já que os BBs ocidentais são muito parecidos com uma base. Confira este post para saber a diferença. Recomendo o Precious Mineral Any Cushion Pearl Aura da Etude House.

2. Saiba escolher o iluminador

Escolha um iluminador de acordo com o seu tom de pele. Lembre-se: o resultado deve ser sutil, e não um revival dos anos 90. Gosto muito do High Beam da Benefit e de seu “colega”, muito parecido, o Crystal Light da coreana Tony Moly na cor Gold Beam.

Update: testei o Secret Beam da Etude House na versão Pink & White e super recomendo! O pó é finíssimo, o que garante um acabamento acetinado, iluminado e suave, não tem como errar. Disponível no testerkorea.com por um pouquinho mais de 6 dólares (os preços estão em won coreano mas o carrinho é convertido para dólares).

Blog Valeu a Compra - Etude House Secret Beam

3. Aplique o iluminador nos pontos certos

Aplique o iluminador somente nos pontos onde a luz naturalmente toca o rosto. Não é nada muito diferente do que você provavelmente já fazia quando usava a técnica de contorno.

 

4. Suavize

O resultado tem de ser sutil. Após aplicar o iluminador, espalhe bem com os dedos, pincel ou uma esponja para garantir um aspecto suave.

É isso! Quem vai tentar? Comente! ;)

Van

Este post não é publieditorial.

Anúncios

5 comentários sobre “Tendência: você sabe o que é “strobing”?

    • van disse:

      Hey! I’m so glad that you nominated me, thank you! <3

      I will prepare my answers and post them soon. ^_^
      Loved the tag and your response, thanx for the visit and please come again! xoxo

      Curtir

      • Beauty-full Dreams disse:

        You’re totally welcome dear <3
        Take your time, there's no hurry ;) I'll be waiting for your answers ^-^
        Thank you :) Of course, I'll visit your blog again, don't worry ;)
        Oh, and thanks for following me on twitter :D

        Curtido por 1 pessoa

Deixe uma mensagem

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s