Rotina coreana de cuidados com a pele: esfoliar

Atenção: este post faz parte de uma série que explica todas as etapas da rotina utilizada pelos coreanos para cuidar da pele e foi inspirado no livro The Little Book of Skin Care: Korean Beauty Secrets for Healthy, Glowing Skin de Charlotte Cho. Se você ainda não viu o meu texto que fala sobre o livro e que faz uma introdução sobre este tema, recomendo fortemente dar uma olhadinha nele antes de prosseguir aqui. Acesse o texto inicial neste link.


Estapa anterior: limpar | próxima etapa: tonificar

A terceira etapa desta rotina é a esfoliação, que é o meio pelo qual se removem as células mortas da superfície da pele contribuindo, assim, para o processo de renovação celular. A esfoliação também ajuda a reduzir a aparência dos poros (só a aparência, já que o tamanho dos poros é determinado geneticamente) e prevenir cravos e espinhas.

Assim como a limpeza, acredito que a esfoliação não seja um mistério para muita gente, mas alguns pontos importantes merecem ser discutidos. Bora lá!

O primeiro deles é que não existe um número mágico que diz quantas vezes você deve esfoliar seu rosto por semana. Como mencionei na etapa da limpeza, você precisa observar sua pele e é ela quem dará esta resposta. Comece a sua rotina e preste atenção. Quer dicas? Se seu rosto estiver com um aspecto ressecado e sem luminosidade (aquele brilho saudável de pele hidratada e não de aspecto oleoso), você está esfoliando pouco. Por outro lado, se sua pele estiver vermelhinha e descamando, ela está machucada: você está esfoliando demais. E fique de olho porque esta necessidade pode, sempre, variar. Durante o inverno, por exemplo, é comum precisar aumentar as esfoliações já que a pele resseca mais.

Outro ponto é que existem 2 tipos de esfoliação: a química e a mecânica. A mecânica, que deve ser a mais conhecida, é aquela onde usamos algum meio físico para fazer a esfoliação, como os grãozinhos presentes nos cremes para este propósito, ou mesmo uma bucha vegetal. Estes grãozinhos podem ser cristais de açúcar ou sal marinho, por exemplo. Algumas marcas ainda utilizam partículas de plástico (microesferas de polietileno é o termo correto) para garantir a textura “arenosa” em suas loções e estas partículas estão poluindo rios e mares já que passam direto pelos filtros usados no tratamento de água. Nos EUA, o estado de Nova Iorque, dentre alguns outros, baniu o uso dessas microesferas pela indústria cosmética mas, apesar do alerta dos ambientalistas, muitas marcas seguem usando (em outros lugares) e muitos países seguem permitindo este uso. Na dúvida, pesquise, veja os ingredientes (as esferas aparecem, normalmente, como polyethylene), e prefira uma opção mais amiga do meio ambiente.

A esfoliação química ocorre quando um ingrediente, normalmente um ácido, é responsável por “quebrar” a ligação entre as células mortas e a superfície da pele e, assim, removê-las. Este procedimento é chamado, também, de peeling.

Alguns produtos juntam a esfoliação química e a mecânica. Eles são chamados de gomage (ou gomagem) e apresentam uma concentração baixa de um ácido esfoliante além de produzirem, depois da aplicação, uma película que, ao ser esfregada, acaba se transformando em uns “pedacinhos” de produto que fazem esfoliação mecânica.

Como fazer?

A lista de esfoliantes disponíveis no mercado é E-NOR-ME então a melhor forma de aplicar o produto é seguindo as instruções no rótulo, sorry =D

Para alguns (os mecânicos), só é preciso aplicar no rosto úmido, esfregar um pouquinho e enxaguar. Já outros, normalmente os que acrescentam à esfoliação mecânica um ácido de esfoliação química, é preciso aplicar e esperar um tempo para remover (e precisa remover todo o produto, sem deixar vestígio, caso contrário, os ácidos continuam agindo). As gomages, por sua vez, precisam ser aplicadas no rosto seco.

Por toda essa diferença, apenas siga as instruções do fabricante. ;)

Produtos recomendados pela autora no livro

  • Skinfood Black Sugar Mask Wash Off;
  • Neogen Bio-Peel Gauze Peeling Wine;
  • AmorePacific Treatment Enzyme Peel;
  • Goodal Phytowash Yerba Mate Bubble Peeling.

Produto que utilizo

Blog Valeu a Compra - Rotina coreana de cuidados com a pele

Eu gosto muito (mas tenho de parar de gostar!) dos esfoliantes da Mary Kay. Tinha aqui para o rosto, para o corpo, para as mãos… Mas a Mary Kay é uma das marcas que utiliza as esferas de plástico em seus produtos (exceto nos estados dos EUA onde a lei baniu), e eu decidi abrir mão deles enquanto a fórmula não mudar por aqui.

No rosto, estou usando uma gomage da marca Rosette que comprei no Japão durante minhas férias no ano passado. Ela mistura a esfoliação química feita com alfahidroxiácido (o famoso AHA) extraído de maçã com a esfoliação mecânica feita com “pedacinhos” que resultam do próprio produto depois que ele seca na pele. Comprei numa farmácia e paguei 3 dólares. Como este frasco está acabando, encomendei o Gommage Visage Booster d’Éclat da Bourjois para continuar a rotina (R$ 34 na Sephora).

No corpo, uma vez por semana, uso os cristais esfoliantes Vitória-Régia Flor do Dia da L’Occitane Au Brésil. São cristais de açúcar embebidos em óleo vegetal e eles deixam a pele simplesmente perfeita! Super recomendo.

Nos lábios, que ressecam muito, uso quase todos os dias o Kissing Sugar Lip Scrub, da coreana Shara Shara. Também são cristais de açúcar misturados a um balm super hidratante. Depois de esfregar o produto nos lábios, os cristais acabam se dissolvendo e o balm permanece.

Quer saber onde comprar cosméticos coreanos? Confira este post.

Beijinhos,
Van

Este post não é um publieditorial.

Anúncios

2 comentários sobre “Rotina coreana de cuidados com a pele: esfoliar

    • van disse:

      Depende do tipo da sua pele e do tipo de esfoliante. Sempre comento que esta rotina é um aprendizado, e parte deste aprendizado é observar como sua pele responde às etapas para readequar etapas e/ou produtos. No caso da esfoliação, se a pele estiver sem brilho, opaca, e/ou seca, descamando, você pode aumentar a frequência da esfoliação. Se estiver vermelhinha e sensível, você deve diminuir a frequência. E é preciso observar o tipo de esfoliante: gomages são, muitas vezes, super suaves e podem ser usadas até diariamente, dependendo da pele. Esfoliantes físicos mais fortes são usados uma ou duas vezes na semana. Esfoliantes de microdermoabrasão (e alguns unem a esfoliação química e física) não devem ser usados mais que duas vezes por semana e nem devem ser aplicados em pele sensível. E esfoliantes puramente químicos (como o ácido retinoico – vitamina A – ou a vitamina C) precisam ser prescritos por um dermatologista.

      Curtido por 1 pessoa

Deixe uma mensagem

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s